3.096 dias

by Rubiana Souza 21. agosto 2016 00:03

Sim, esses foram os números de dias que Natascha Kampusch ficou sequestrada. Como ela resistiu a mais de oito anos enclausurada em um porão e sofrendo às mãos de um homem muito cruel é a história desse livro incrível relatado por ela mesma, Natascha.

Uma menina que vivia na Áustria e já não tinha uma vida muito fácil, filha de pais separados sem muita atenção até que o que era ruim piorou muito. Ela foi sequestrada por Priklopil (sim, parece nome de remédio e deveria ser de louco) um homem muito perturbado que a mantinha em um cativeiro de 5 metros quadrados. Ela conta como ele a espancava, deixava passar fome e toda a tortura psicológica que ele a fazia passar. Durante toda a leitura você fica torcendo pra que ela consiga fugir de alguma maneira e tenta entender porque apesar de tudo o que ela passava era tão difícil pra ela dar esses passo.

Conclusão: 4 estrelas (muito bom)

Confesso que nunca tinha ouvido falar desse sequestro e só vim a saber dele porque um dia estava passeando pelos canais da TV quando vi que estava passando esse filme, li a sinopse e achei interessante mas infelizmente estava quase no fim, então quis saber a história toda e fui procurar o livro. O modo como ela conta tudo o que passou fez me perguntar se algum dia essa menina será normal ou terá uma vida normal e acho que essas palavras dela podem ser um começo: "Ao escrever este livro posso finalmente dizer: Sou livre". Espero de verdade que isso aconteça.

Tags: , , ,

3.096 dias

Os comentários estão fechados

Objetivo do Blog

Alguns podem pensar que esse é um site pra quem não quer ler os livros aqui descritos. Bem, a decisão de se você irá lê-los ou não é sua, claro. A minha intenção é justamente aguçar a vontade do leitor, fazer ele ficar tão desejoso de saber mais que acabe lendo. Quero também expor minha opinião, críticas e saber o que vocês pensam a respeito do que estão lendo. Que essa seja mais uma ferramenta  para os apaixonados por livros como eu! Boa diversão para nós!

Sobre mim

Facebook

Conecte-se comigo

Aumente seu vocabulário (palavras tiradas dos livros postados)

"Chadors = túnica preta usada por mulheres iranianas"
O voo da águia

Frases Marcantes

"
Só tenha em mente que às vezes o jeito como a gente pensa em alguém não é exatamente o jeito como essa pessoa é.
"
Cidades de Papel

Livros

http://www.google.com/analytics/